• 12/08/2022

O que é necessário para emitir nota fiscal? Conheça as regras e qualifique o serviço da sua empresa

Você sabe o que é necessário para emitir nota fiscal? Nos últimos anos, cresceu o número de empresas que utilizam o documento como comprovante de prestação de serviços. Assim como o …

Sistema solar para condomínios: tudo o que você precisa saber

Quando se trata de instalar um painel solar em um condomínio, primeiro é importante distinguir entre condomínios recém-construídos ou já construídos. Os imóveis recém-construídos vendidos como habitações verdes são basicamente concebidos …

Atribuições e características de uma boa recepcionista

Podemos destacar que a qualidade do recepcionista será sempre testada no trabalho diário. Esses profissionais são o cartão de visitas da empresa, interagindo com vários clientes, cuidando de questões e organizando …

Responsável por garantir a elasticidade e firmeza da pele, o colágeno é a proteína queridinha do momento para tratamentos antirrugas. Quando perdemos essa proteína, a pele tende a parecer envelhecida. Estudos científicos relatam que as mulheres perdem 1% da produção de colágeno ao ano, e este número pode atingir 30% no período pós-menopausa.

Atualmente, existem diversas formas de repor o colágeno. A dermatologista Nayane Aydar explica que o colágeno oral é uma forma de suplementação, que ajuda na síntese do próprio colágeno. “Já as versões injetáveis, que chamamos de bioestimuladores, vão induzir o nosso organismo a produzir colágeno após a aplicação do produto”, complementa. A Dra. Nayane ainda ressalta que mesmo fazendo tratamento com os bioestimuladores, para se ter um melhor resultado, é preciso ingerir o colágeno oral.

Aproveite e saiba para que serve o colágeno verisol

Os fabricantes de insumos, nos últimos anos, têm desenvolvido produtos à base de colágeno eficientes, com resultados em pouco tempo, segundo a farmacêutica da Farmacotécnica, Aiessa Balest. Ela explica, que por meio de pesquisa, os peptídeos de colágeno, como o Verisol, têm chamado muita atenção pois são específicos para a pele, trazendo inúmeros benefícios. “Dentre os bons resultados, podemos citar a maior absorção que outros tipos de colágeno e atuação nas camadas mais profundas da pele de dentro para fora, ativação da produção endógena de colágeno responsável por manter a firmeza e a hidratação da pele. Também demonstra segurança e ausência de toxicidade”, explica.

Aiessa ainda ressalta que os peptídeos de colágeno podem ser manipulados de diferentes formas: gomas, cápsulas, sachês e até chocolate. “A dose usual é 2,5 g, bem inferior aos colágenos hidrolisados encontrados no mercado, já que é mais potente”, complementa a farmacêutica.

Leandra Sá de Lima, também farmacêutica da Farmacotécnica, aponta que as gomas são uma maneira agradável e saborosa de se ingerir colágeno. “As gomas de peptídeos de colágeno podem ser manipuladas em diferentes sabores, têm gosto agradável, além de serem facilmente levadas em bolsas, o que ajuda quem tem uma rotina corrida”, comenta.

Consigo ter os resultados do colágeno até o verão?

Muitas pessoas, no entanto, se perguntam em quanto tempo é possível ter os resultados do tratamento com colágeno, e agora, se conseguem se beneficiar deles ainda neste verão. “Estudos indicam que entre 2 a 3 semanas de tratamento, já é possível observar melhora significativa na elasticidade da pele”, explica Aiessa. Além disso, nos dois primeiros meses percebe-se uma melhora na hidratação da pele, diminuição de linhas de expressão e maior firmeza da pele. “A outra boa notícia é que estes efeitos se mantiveram após 8 semanas da administração oral contínua do ativo”, complementa a farmacêutica.

Leandra aponta ainda que, o colágeno quando usado por oito a 12 semanas, pode diminuir em 11% as ondulações da celulite, aumenta em 28% a hidratação da pele, e reduz 8,8% do volume das rugas da região em volta dos olhos.

A Dra. Nayane aponta que, para uma melhor absorção, é preciso associar o colágeno à vitamina C. “Se o paciente faz uma manipulação em sachê de colágeno, eu consigo colocar vitamina C. Se ele optar por gomas ou chocolate, eu recomendo algum suco mais ácido, rico em vitamina C”, complementa.

A dermatologista ainda explica que os resultados do tratamento com colágeno também dependem do metabolismo do paciente. “Em alguns pacientes, falta colágeno até nas cartilagens. Quando ele vai fazer a reposição, o colágeno vai primeiro para partes importantes que têm essa falta, e depois para a pele”, ela finaliza.