• 12/08/2022

O que é necessário para emitir nota fiscal? Conheça as regras e qualifique o serviço da sua empresa

Você sabe o que é necessário para emitir nota fiscal? Nos últimos anos, cresceu o número de empresas que utilizam o documento como comprovante de prestação de serviços. Assim como o …

Sistema solar para condomínios: tudo o que você precisa saber

Quando se trata de instalar um painel solar em um condomínio, primeiro é importante distinguir entre condomínios recém-construídos ou já construídos. Os imóveis recém-construídos vendidos como habitações verdes são basicamente concebidos …

Atribuições e características de uma boa recepcionista

Podemos destacar que a qualidade do recepcionista será sempre testada no trabalho diário. Esses profissionais são o cartão de visitas da empresa, interagindo com vários clientes, cuidando de questões e organizando …

É comum que, quando pensamos sobre a importância de uma boa gestão financeira para pequenas e médias empresas, algumas dúvidas aparecem.

Sabemos que o principal motivo para uma empresa ter que fechar as portas é justamente a saúde financeira frágil. Logo independente do tamanho da empresa que você gerencie é fundamental possuir uma boa gestão financeira. 

Pensando nisso, separamos algumas dicas fundamentais para a gestão financeira de pequenas e médias empresas. Bora conferir essas dicas e transformar o seu negócio em um exemplo de organização saudável financeiramente.

O que faz a área de gestão financeira nas empresas?

Quando pensamos sobre gestão financeira para pequenas e médias empresas é fundamental ter clara a ideia que gestão financeira está diretamente ligada a ações e procedimentos administrativos, que são pontos importantes dentro de uma empresa, como:

  • planejamento,
  • execução, 
  • análise, 
  • controle das atividades financeiras 

A partir disso, podemos entender que a área de gestão financeira de uma empresa busca viabilizar um melhor desempenho da empresa quando o assunto é o lucro, isso inclui aumentar receitas e reduzir despesas.

Em outras palavras, o objetivo é obter o melhor resultado possível na relação de gastos e ganhos. 

Quando se trata de pequenas e médias empresas, é comum existir alguns erros que prejudicam a saúde financeira do negócio, por exemplo, misturar as finanças da organização com as pessoais. 

Ao contrário do que muitos pensam, empresas de pequeno porte também precisam realizar uma gestão financeira responsável e eficiente, pois isso vai interferir diretamente no sucesso ou não de uma pequena ou média empresa. 

6 dicas importantes de gestão financeira para pequenas e médias empresas

Agora que já entendemos sobre a importância e a necessidade de uma boa gestão financeira para pequenas e médias empresas, separamos algumas dicas fundamentais para transformar sua empresa em uma negócio saudável: 

  1. Organize as contas
  2. Defina um pró labore
  3. Controle o fluxo de caixa
  4. Calcule os custos fixos e variáveis
  5. crie uma reserva financeira
  6. Automatize as cobranças

Organize as contas

Abrindo nossa lista de dicas de gestão financeira para pequenas e médias empresas, não podemos falar de outra coisa antes de abordarmos um erro muito comum nas empresas de menor porte: possuir uma mesma conta bancária para pessoa física para jurídica.

Muitas vezes o caixa da empresa é usado para cobrir alguma conta ou despesa dos donos ou sócio. Esse é um erro muito comum e muito grave que acontece com frequência. 

Tome muito cuidado com isso, divida o mais rápido possível essas contas, para evitar prejuízos à saúde financeira da empresa. 

Defina um pró labore 

Após dividir as contas da empresa, não misturando com as pessoais, definir um pró labore é fundamental para a organização e saúde financeira da empresa. 

Pró-labore é o salário do dono ou dos sócios da empresa. Defina esse valor e transfira esse valor mensalmente, e pague as suas contas com ele. 

De tempos em tempos é possível dividir os lucros da empresa entre os sócios. 

Inclua os salários como despesas da empresa e considere no controle de entrada e saída da empresa. 

Controle o fluxo de caixa

Seguindo na nossa lista de dicas de gestão financeira para pequenas e médias empresas, controlar o fluxo de caixa é parte fundamental e indispensável quando pensamos em uma  empresa saudável. 

Uma empresa responsável não existe sem o controle de entrada e saída de todo o dinheiro do caixa.

Anote em uma planilha ou ferramenta de gestão tudo o que entrar e sair do caixa, e faça o balanço no final de cada dia. 

Observe se sua empresa está gastando mais do que recebendo e faça uma auditoria de custos. 

Esse controle permite que a empresa aproveite melhor seus recursos e cresça de forma saudável.

Calcule os custos fixos e variáveis

Realizando o controle de caixa de uma forma eficaz, fica mais fácil calcular os custos de uma empresa, afinal, tudo estará registrado. 

Quando pensamos em custos de uma empresa existem dois tipos que são os fixos e variáveis. Entre os custos fixos estão: 

  • salários dos funcionários, 
  • internet,
  • aluguel,
  • manutenção de equipamentos.

Assim podemos pensar que os custos fixos são aqueles que não variam de acordo com o número de vendas. 

Já os custos variáveis alternam de acordo com a produção da empresa, alguns exemplos são:

  • compra de matéria prima,
  • horas extras dos funcionários, 
  • contas como água e luz, 
  • custos com logísticas.

Crie uma reserva financeira 

A reserva financeira é um valor investido ou guardado, que pode ser usado em uma emergência.

Possuir essa reserva financeira é fundamental para que sua empresa funcione de maneira tranquila, pois imprevistos acontecem e estar preparado para lidar com eles da melhor maneira possível é muito importante.

A reserva financeira é diferente de caixa ou capital de giro

Enquanto o capital de giro serve para pagar as despesas de curto prazo já previstas, a reserva financeira serve para cobrir imprevistos como quebra de equipamentos ou queda brusca nas vendas. 

Automatize as cobranças

Fechando nossa lista de dicas importantes para uma boa gestão financeira para pequenas e médias empresas, temos que falar da importância de automatizar as cobranças. 

Automatizar as cobranças é fundamental para tornar esse processo mais eficiente e diminuir as falhas que podem vir a acontecer em um processo realizado manualmente.

Ao escolher automatizar as cobranças você vai perceber melhores resultados em diversos aspectos a sua empresa, como:

  1. aumento da produtividade,
  2. redução de custos operacionais,  
  3. ampliação do valor a empresa, 
  4. redução da inadimplência, 
  5. melhora do gerenciamento dos clientes. 

Pronto para otimizar a gestão financeira para pequenas e médias empresas? Com todas as ferramentas e dicas que apresentamos, sua empresa está pronta para avaliar os resultados. Então, bom trabalho e mãos na massa!

Este artigo foi escrito pelo portal Negócios em Mente você encontra muito conteúdo sobre empreendedorismo, além de ferramentas e cursos que vão te ajudar a alavancar seu negócio e melhorar seus resultados.  Conheça nosso site e aproveite nossos descontos!