• 15/04/2024

Sobrevivência em Questão: A Arma de Fogo como Ferramenta de Defesa em Momentos Críticos

Definição de Arma de Fogo para Proteção em Situações de Risco de Vida Uma arma de fogo, no contexto de proteção pessoal, é um dispositivo mecânico projetado para lançar um ou …

Explore Apostas Esportivas comPortuga Bet no Brasil

A era digital transformou o cenário de apostas esportivas, tornando-asmais acessíveis e diversificadas, e um dos nomes que vem ganhandodestaque é o da Portuga Bet . Lançada recentemente, a Portugabet foilicenciada …

Qual o DDD da Bahia?

Se você está em busca do código DDD da Bahia para realizar chamadas para diferentes regiões do estado, está no lugar certo! Nesta seção, você encontrará todas as informações necessárias para …

Você sabe o que é necessário para emitir nota fiscal? Nos últimos anos, cresceu o número de empresas que utilizam o documento como comprovante de prestação de serviços. Assim como o método manual atrasa o serviço, a digitalização acelera a emissão.  

Não é por acaso que os pedidos de nota eletrônica se expandiram ao longo do tempo. De acordo com os dados da Secretaria da Fazenda, até o momento são mais de 27 bilhões de notas fiscais autorizadas pelo governo.

Mas o que é preciso para fazer a emissão de nota fiscal eletrônica? Neste artigo você vai saber isso e também:

  • O que é nota fiscal eletrônica?
  • Para que serve a nota fiscal eletrônica?
  • Quem pode emitir?

E mais.

Acompanhe e boa leitura!

O que é nota fiscal eletrônica?

A nota fiscal eletrônica (NF-e) é um documento digital destinado a registrar a venda de produtos e serviços. Lembra os blocos de papéis que ocupavam espaço e era necessário solicitar à gráfica nova quantidade semana ou mensal? Esse recurso existe ainda, mas com mínima demanda.

A emissão da nota fiscal eletrônica representa um avanço da tecnologia. A modernidade do sistema possibilita os empreendedores a importar os dados de arquivos em formato XML.

Para que serve a nota fiscal?

A emissão da nota fiscal eletrônica permite às empresas comunicar ao governo sobre a venda de um tipo de produto ou serviço e, assim, evitar a sonegação de impostos. Ela também serve como devolução, transferência entre filiais e outras situações.

Por exemplo, você compra um produto que apresenta defeito e não sabe como trocá-lo ou devolvê-lo, a nota fiscal eletrônica comprova o ato para ter o dinheiro de volta ou abater parcela do valor pago. Por isso, aconselha-se guardar o comprovante por cinco anos com a finalidade de utilizá-lo em caso de necessidade.

Se você deseja aderir à nota fiscal eletrônica, pode optar por consultar o portal da Receita Federal, o da SEFAZ ou da Secretaria da Fazenda da sua cidade.

Quem pode emitir nota fiscal?

Empresas que vendem produtos ou serviços

Qualquer empresa que trabalhe com produtos ou serviços tem direito à emissão de nota fiscal eletrônica.

MEI

No caso dos microempreendedores individuais, quando prestam serviço para empresas de caráter jurídico.

Não ser empresa

Prestadores de serviço que não têm empresa registrada podem emitir nota fiscal avulsa, o que também é denominado Recibo de Pagamento Autônomo (RPA). 

Porém, para a emissão de nota fiscal eletrônica nessa categoria, é importante entrar em contato com a prefeitura da própria região para entender as regras, em vista de mudanças ocorrerem de acordo com a localidade.

O que é necessário para emitir Nota Fiscal Eletrônica?

Agora que você conhece o processo inicial para a emissão de nota fiscal eletrônica, vamos mostrar quais são os critérios para emitir o documento. Confira:

Certificado Digital

O certificado digital é uma identidade eletrônica que funciona como carteira virtual e permite a assinatura de documentos a distância com a mesma autenticidade dos feitos a mão.

Programa para emitir nota fiscal

Um programa emissor de NFe torna o processo mais rápido e confiável, o que economiza tempo para as demais demandas. Por isso, conheça bem o tipo de sistema que você contratará.

Você pode optar por:

  • Emissor gratuito oficial do Sefaz (NF-e) ou da prefeitura (NFS-e);
  • Emissor próprio integrado ao sistema do governo.

Obs.: Não armazene notas fiscais no computador para evitar a chance de os documentos serem corrompidos ou vazados.

Acesso à internet

Para a emissão de nota fiscal eletrônica, é imprescindível ter acesso a uma internet de qualidade e, de preferência, fazer todo o procedimento em um computador. 

Um aplicativo móvel como celular não é descartável, mas, provavelmente, você terá dificuldades na hora de incluir os dados. Portanto, é recomendado o uso de notebook, laptop ou tablet.

Além disso, ao gerar uma nota, todos os dados coletados serão disponibilizados automaticamente à SEFAZ para formalizar o envio do documento.

Afinal, como faço para emitir a nota fiscal eletrônica?

A emissão de nota fiscal eletrônica vai depender do enquadramento tributário da sua empresa, por exemplo, se você é um redator, a nota que você emitirá corresponde a prestação de serviços (NFS-e). Se você trabalha com comércio varejista, considere a Nota Fiscal do Consumidor (NFC-e).

Nesse sentido, elas são separadas da seguinte forma:

  • Produto: para compra, venda, remessa, devolução, bens e mercadorias, etc;
  • Consumidor: equivale ao cupom fiscal. Nessa situação a venda é direta sem identificar o comprador;
  • Serviço: para prestação de serviços.

Em caso de dúvida, converse com um contador para esclarecer as regras e assim fazer a emissão de nota fiscal eletrônica sem prejuízo.

O que você está esperando para contratar um sistema de emissão de nota fiscal eficiente?

Como você já sabe o que é necessário para emitir nota fiscal, invista no processo automatizado para enviar aos clientes em poucos minutos, um grande benefício para fidelizá-los. Por isso, conte com um app como o NFE.io para gerenciar suas notas fiscais. Motivo de sobra para aumentar a produtividade e lucrar sem empecilhos.Este artigo foi escrito pela NFE.io, um sistema que descomplica a emissão e o gerenciamento de notas fiscais com o intuito de otimizar o tempo, a produtividade e o lucro das empresas.